sábado, 31 de dezembro de 2016

Fracassei em 2016 - De quem é a Culpa?

Fracassei em 2016 - De quem é a Culpa?
Salmo 32.1-6
Introdução:
O Final de Ano chegou. Alguns foram muito bem sucedidos, ganhou reconhecimento, aplausos, nomes nos jornais e até medalhas. Para outros, nada deu certo, desemprego, dívidas, nome negativado, sonhos fracassados. Estes tendem a começar este Novo Ano sem nenhuma expectativa, baseados nas experiências negativas deste ano que se finda. Algo deu errado, mas de quem é a culpa. Será que a culpa? Precisamos parar e refletir sobre tudo o que aconteceu. Não podemos fazer da fuga uma solução. Nesta fuga evitamos assumir os nossos erros as nossas decisões precipitadas e passamos a culpar os outros porque nada deu certo para nós. Isto não resolve o problema, pelo contrário nos deixa mais frustrados. Pense que as vezes Deus quer nos ensinar a conviver com as perdas, outras vezes quer nos ensinar a termos paciência e ainda em outras vezes quer nos ensinar a depender somente Dele. O sucesso neste novo ano dependerá de nossas atitudes agora.
Conclusão:
Não deixe o sentimento de culpa consumir você. Faça uma autoanálise e se chegar a conclusão que o culpado é você não culpe ninguém,. Faça como Davi, assuma a culpa, arrependido do que fez, confesse o seu erro a Deus e assim alcançará a misericórdia Dele. Converta-se de coração ao Senhor como pregou o apóstolo Pedro: “Arrependei-vos pois, e Convertei-vos para que sejam apagados os vossos pecados, e venham,  assim,  os tempos do refrigério pela presença do Senhor” Atos 3.19
Converter-se ao Senhor é aceitar de coração o seu senhorio sobre nós Agora somos Dele e Ele é nosso. É nesta sintonia que os nossos erros são esquecidos por Ele e a nossa forma de viver é de acordo com Ele. Isto nos levará a desfrutar do tempo de Refrigério. Que nada mais é do que um Novo Tempo, Uma nova chance que Deus coloca a nossa disposição. Reflita, Mude e terás um 2017 Abençoadíssimo em Cristo Jesus.

Pastor José Mário da Silva – Presidente da ADCaetés -RJ

Profetizando Julgamento em Tempo de Prosperidade

Profetizando Julgamento em Tempo de Prosperidade
Amos 3.1-8

O ministério profético de Amós tem a duração aproximada de 02 anos.
Ele profetiza durante o reinado de Jeroboão II – reino do Norte (Israel) e no reinado de Uzias – reino do sul (Judá). Amós é um profeta em tempo de prosperidade tanto para Israel, quanto para Judá. Estas nações pensavam que esta prosperidade era um sinal das bênçãos de Deus. Só que em meio a tanta prosperidade, a idolatria estava exuberante. Os ricos estavam vivendo na luxúria, enquanto os pobres estavam oprimidos; a imoralidade havia se alastrado e o sistema judicial estava corrompido, ou seja, não havia justiça. É neste contexto que Amós é comissionado pelo Senhor para profetizar juízo contra as nações ímpias e contra seu próprio povo. Amós não era da escola de profetas. Era boieiro e criador de sicômoro. Am 7.14,15
Causa e Efeito
1.   Andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?
a.   Abraão e Ló
b.   Paulo e Barnabé
2.   Bramirá o leão no bosque, sem que tenha presa?
3.   Levantará o leãozinho no seu covil a sua voz, se nada tiver apanhado?
4.   Cairá a ave no laço em terra, se não houver laço para ela?
5.   Levantar-se-á o laço da terra, sem que tenha apanhado alguma coisa?
6.   Tocar-se-á a buzina na cidade, e o povo não estremecerá?
7.   Sucederá qualquer mal na cidade, sem que o SENHOR o terá feito?
a.   Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Salmos 127.1
8.   Certamente o Senhor JEOVÁ não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas.
a.   Gênesis 18.17-22
b.   “O avisado vê o mal e esconde-se, mas os simples passam e sofrem a pena”         Provérbios 22.3
9.   Bramiu o leão, quem não temerá?
10.               “Falou o Senhor JEOVÁ, quem não profetizará”?
“E disse o SENHOR: Ocultarei eu a Abraão o que faço, Visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação, e nele serão benditas todas as nações da terra? Porque eu o tenho conhecido, e sei que ele há de ordenar a seus filhos e à sua casa depois dele, para que guardem o caminho do SENHOR, para agir com justiça e juízo; para que o SENHOR faça vir sobre Abraão o que acerca dele tem falado. Disse mais o SENHOR: Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito, Descerei agora, e verei se com efeito têm praticado segundo o seu clamor, que é vindo até mim; e se não, sabê-lo-ei. Então viraram aqueles homens os rostos dali, e foram-se para Sodoma; mas Abraão ficou ainda em pé diante da face do SENHOR”. (Gênesis 18:17-22)


“E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e ensinaram muita gente; e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos. E naqueles dias desceram profetas de Jerusalém para Antioquia. E, levantando-se um deles, por nome Ágabo, dava a entender pelo Espírito, que haveria uma grande fome em todo o mundo, e isso aconteceu no tempo de Cláudio César. E os discípulos determinaram mandar, cada um conforme o que pudesse, socorro aos irmãos que habitavam na Judéia. O que eles com efeito fizeram, enviando-o aos anciãos por mão de Barnabé e de Saulo”. (Atos 11:26-30)

Então Daniel, cujo nome era Beltessazar, esteve atônito por uma hora, e os seus pensamentos o turbavam; falou, pois, o rei, dizendo: Beltessazar, não te espante o sonho, nem a sua interpretação. Respondeu Beltessazar, dizendo: Senhor meu, seja o sonho contra os que te têm ódio, e a sua interpretação aos teus inimigos.A árvore que viste, que cresceu, e se fez forte, cuja altura chegava até ao céu, e que foi vista por toda a terra; Cujas folhas eram formosas, e o seu fruto abundante, e em que para todos havia sustento, debaixo da qual moravam os animais do campo, e em cujos ramos habitavam as aves do céu; És tu, ó rei, que cresceste, e te fizeste forte; a tua grandeza cresceu, e chegou até ao céu, e o teu domínio até à extremidade da terra.
E quanto ao que viu o rei, um vigia, um santo, que descia do céu, e dizia: Cortai a árvore, e destruí-a, mas o tronco com as suas raízes deixai na terra, e atada com cadeias de ferro e de bronze, na erva do campo; e seja molhado do orvalho do céu, e a sua porção seja com os animais do campo, até que passem sobre ele sete tempos;
Esta é a interpretação, ó rei; e este é o decreto do Altíssimo, que virá sobre o rei, meu senhor: Serás tirado dentre os homens, e a tua morada será com os animais do campo, e te farão comer erva como os bois, e serás molhado do orvalho do céu; e passar-se-ão sete tempos por cima de ti; até que conheças que o Altíssimo tem domínio sobre o reino dos homens, e o dá a quem quer.E quanto ao que foi falado, que deixassem o tronco com as raízes da árvore, o teu reino voltará para ti, depois que tiveres conhecido que o céu reina. Portanto, ó rei, aceita o meu conselho, e põe fim aos teus pecados, praticando a justiça, e às tuas iniquidades, usando de misericórdia com os pobres, pois, talvez se prolongue a tua tranquilidade. Todas estas coisas vieram sobre o rei Nabucodonosor. Ao fim de doze meses, quando passeava no palácio real de babilônia, Falou o rei, dizendo: Não é esta a grande babilônia que eu edifiquei para a casa real, com a força do meu poder, e para glória da minha magnificência? Ainda estava a palavra na boca do rei, quando caiu uma voz do céu: A ti se diz, ó rei Nabucodonosor: Passou de ti o reino. E serás tirado dentre os homens, e a tua morada será com os animais do campo; far-te-ão comer erva como os bois, e passar-se-ão sete tempos sobre ti, até que conheças que o Altíssimo domina sobre o reino dos homens, e o dá a quem quer. Na mesma hora se cumpriu a palavra sobre Nabucodonosor, e foi tirado dentre os homens, e comia erva como os bois, e o seu corpo foi molhado do orvalho do céu, até que lhe cresceu pêlo, como as penas da águia, e as suas unhas como as das aves. Mas ao fim daqueles dias eu, Nabucodonosor, levantei os meus olhos ao céu, e tornou-me a vir o entendimento, e eu bendisse o Altíssimo, e louvei e glorifiquei ao que vive para sempre, cujo domínio é um domínio sempiterno, e cujo reino é de geração em geração.
Daniel 4:19-34

“E, demorando-nos ali por muitos dias, chegou da Judéia um profeta, por nome Ágabo; E, vindo ter conosco, tomou a cinta de Paulo, e ligando-se os seus próprios pés e mãos, disse: Isto diz o Espírito Santo: Assim ligarão os judeus em Jerusalém o homem de quem é esta cinta, e o entregarão nas mãos dos gentios. E, ouvindo nós isto, rogamos-lhe, tanto nós como os que eram daquele lugar, que não subisse a Jerusalém. Mas Paulo respondeu: Que fazeis vós, chorando e magoando-me o coração? Porque eu estou pronto não só a ser ligado, mas ainda a morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus. E, como não podíamos convencê-lo, nos aquietamos, dizendo: Faça-se a vontade do Senhor”. Atos 21:10-14)

“Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha”? (1 Coríntios 14:8)





#UNIDOS EM CRISTO SEREMOS INVENCÍVEIS

2017 – Ano do Concerto (Concertando para ser Consertado)
Lema: #UNIDOS EM CRISTO SEREMOS INVENCÍVEIS

Vivemos em um tempo em que as pessoas independentemente de raça, cor ou religião não levam nada a sério. Não cumpre os acordos, as alianças são quebradas,  principalmente as que se referem aos casamentos. Os pactos são desfeitos. Este triste quadro também acontece dentro de nossas igrejas. Fazemos inúmeras promessas a Deus, porém não cumprimos nenhuma delas. Não levamos á sério os concertos, os pactos, as alianças que Deus fez com  o homem, com Israel e com a Igreja. Isto é muito perigoso, pois não estamos percebendo que a Volta do Senhor Jesus acontecerá de forma inesperada. Se não houver uma mudança radical em nossas atitudes, a Volta de Jesus nos pegar de surpresa, desprevenidos. Deus por ser Compassivo e Misericordioso, está nos chamando para um Concerto com Ele, para nos dar a grande chance de sermos arrebatados. Deus não está nada satisfeito com Ele tem contemplado entre nós. Falta de Amor, o desaparecimento da fé. Os valores espirituais e morais sendo deixados de lado. Demos cartão vermelho para Santificação. Preferimos viver do nosso jeito, sem limites, sem regras, sem normas. Perdemos a credibilidade e a moral. Estamos nos tornando um povo sem palavra. Como vamos nos relacionar com um Deus que vela por sua Palavra para fazê-la cumprir. Só temos uma saída. Só temos um caminho: A Olaria de Deus. É hora de nos levantarmos e descermos a olaria e nos submeter às poderosas mãos do Oleiro Jesus, para que Ele nos CONSERTTE e nos MOLDE do jeito que Ele bem entender. Muitos resistem ir para a olaria, porque não querem ser quebrados e amassados. Não querem girar em torno de si mesmos com medo de ficar tontos e caírem. Eles se esquecem de uma coisa, se somos vasos e vamos para a olaria, estaremos nos entregando as potentes mãos  de Jesus que nos tratará com amor e segurança. A ordem divina é: ”Levanta e desce “ Jeremias 18. Depois de consertados estaremos prontos para fazermos um novo CONCERTO COM ELE. Depois do Concerto a ordem é: “Levanta e Resplandece “ Isaías 60.1 Que Deus em Cristo abençoe abundantemente toda a família da AD Caetés em 2017. #Unidos em Cristo seremos invencíveis

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Deus trabalha em favor de quem espera NEle

Um Deus que trabalha para àqueles que Nele espera.
Isaías 64.4


Introdução:
A ação de Deus na vida de seus filhos acontece, quando eles estão em atividade. Ou seja, há uma necessidade de estarmos nos esforçando, fazendo a nossa parte, para que Deus aga em nosso favor. Deus quer a nossa participação e não a nossa acomodação. Esforça-te tem bom ânimo...

I – Para que Deus não trabalha.
  1. Deus não trabalha para o preguiçoso.
  2. Deus não trabalha para o desordeiro
  3. Deus não trabalha para o murmurador
  4. Deus não trabalha para os caluniadores
  5. Deus não trabalha para os maus feitores
  6. Deus não trabalha para àqueles que não tem fé
  7. Deus não trabalha para àqueles que não tem amor
Deus trabalha para àquele que nele espera.

II – Como esperar no Senhor
  1. Com paciência – Salmos 40 ver também Tiago no exemplo do agricultor
  2. Em Obediência – Saul esperando por Samuel
  3. Com atenção – Davi esperando as folhas da amoreira balançar.
  4. Com fé – sem fé é impossível agradar a Deus
  5. Com confiança – certeza que vai ser atendido por Ele.
  6. Com louvor – só louva a Deus quem tem certeza da vitória
  7. Com gratidão – sabemos que Ele está fazendo por nós, o que não temos condições de fazer.

III – Enquanto esperamos no Senhor
  1. Ele está agindo
  2. Ele está tomando as providências
  3. Ele está trazendo a existência às coisas que não existem
  4. Ele está criando condições ou possibilidades para nos dar a vitória

Conclusão:

Se esperarmos tão somente em Deus, a vitória sorrindo virá. Pois se Deus é por nós, quem será contra nós.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Primavera, Tempo de não abrir mão de Atitudes essenciais

Primavera, Tempo de não abrir mão de Atitudes essenciais

De Caminhar com Deus
12Moisés argumentou diante de Yahweh: “Tu me disseste: ‘Faze subir este povo’, mas não me revelaste quem mandarás comigo. Contudo disseste: ‘Conheço-te pelo nome, e encontraste graça aos meus olhos’. 13Agora, portanto, se me vês com agrado, mostra-me o teu caminho, a fim de que eu te conheça ainda mais e continue sendo agraciado com tua misericórdia. Lembra-te de que esta nação é o teu povo!” 14Ao que Yahweh lhe respondeu: “Eu, pessoalmente, irei e te darei descanso!”15Replicou Moisés: “Se não vieres Tu mesmo, não nos faças sair daqui. 16Como se saberá que eu e o teu povo poderemos contar com o teu benefício, se não nos acompanhares? Quem mais poderia distinguir-me e a teu povo de todos os demais povos sobre a face da terra? 17Então Yahweh declarou a Moisés: “Farei ainda o que me pede, porquanto verdadeiramente tenho me agradado de ti e conheço-te pelo nome!” Êxodo 33.12-17
Da alegria da salvação - Do Espírito Santo de Deus
10Ó Deus meu! Cria em mim um coração puro, e renova dentro de mim um espírito inabalável. 11Não me afastes da tua presença, nem tires de mim teu Santo Espírito! 12Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito disposto a obedecer. Salmos 51.10-12
Das minhas vestes alvas
8Estejas sempre vestido com roupas brancas, com trajes de festa, e nunca deixes de ungir a tua cabeça com o óleo santo. Eclesiastes 9.8

De pregar a palavra de Deus
1Eu te encorajo solenemente, na presença de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos, por ocasião da sua manifestação pessoal e mediante seu Reino: 2Prega a Palavra, insiste a tempo e fora de tempo, aconselha, repreende e encoraja com toda paciência e sã doutrina. 3Porquanto, chegará o tempo em que não suportarão o santo ensino; ao contrário, sentindo coceira nos ouvidos, reunirão mestres para si mesmos, de acordo com suas próprias vontades. 4Tais pessoas se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos. 5Tu, no entanto, sê equilibrado em tudo, suporta os sofrimentos, faze a obra de um evangelista e cumpre teu ministério. 2 Timóteo 4.1-5 
Culto de Doutrina em 20 de outubro de 2015
Pastor José Mário da Silva


Primavera – Tempo de Milagre na Provisão

Primavera – Tempo de Milagre na Provisão
O Milagre da multiplicação dos pães na perspectiva de João
1 Depois disto partiu Jesus para o outro lado do mar da Galiléia, que é o de Tiberíades. 2 E grande multidão o seguia, porque via os sinais que operava sobre os enfermos. 3 E Jesus subiu ao monte, e assentou-se ali com os seus discípulos. 4 E a páscoa, a festa dos judeus, estava próxima. 5 Então Jesus, levantando os olhos, e vendo que uma grande multidão vinha ter com ele, disse a Filipe: Onde compraremos pão, para estes comerem? 6 Mas dizia isto para o experimentar; porque ele bem sabia o que havia de fazer. 7 Filipe respondeu-lhe: Duzentos dinheiros de pão não lhes bastarão, para que cada um deles tome um pouco. 8 E um dos seus discípulos, André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe: 9 Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas que é isto para tantos? 10 E disse Jesus: Mandai assentar os homens. E havia muita relva naquele lugar. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil. 11 E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos, e os discípulos pelos que estavam assentados; e igualmente também dos peixes, quanto eles queriam. 12 E, quando estavam saciados, disse aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobejaram, para que nada se perca. 13 Recolheram-nos, pois, e encheram doze alcofas de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobejaram aos que haviam comido. 14 Vendo, pois, aqueles homens o milagre que Jesus tinha feito, diziam: Este é verdadeiramente o profeta que devia vir ao mundo. 15 Sabendo, pois, Jesus que haviam de vir arrebatá-lo, para o fazerem rei, tornou a retirar-se, ele só, para o monte. 16 E, quando veio a tarde, os seus discípulos desceram para o mar. João 6.1-16
Depois disto:
Na narrativa de  Mateus e do próprio João o fato marcante  é a morte de João Batista
Nas narrativas de Marcos e Lucas o fato marcante foi a primeira experiência missionária dos discípulos
Partiu Jesus
·       Para Mateus e Marcos Jesus partiu para um lugar deserto
·       Já Lucas diz que este lugar deserto ficava na cidade de Betsaida, a mesma cidade de Filipe e de Pedro. E Jesus subiu ao monte e assentou-se ali com os seus discípulos.
Mateus vai dizer que: Jesus, saindo, viu uma grande multidão, e possuído de íntima compaixão para com ela, curou os seus enfermos.
Marcos vai dizer que: Jesus, saindo, viu uma grande multidão, e teve compaixão deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor; e começou a ensinar-lhes muitas coisas.
A Páscoa estava próxima
João quer trazer a memória o fim do maná e a primeira páscoa em Canaã. E Neste mesmo capítulo de João 6. 22-59 João vai descrever Jesus como o Pão Vivo que desceu do céu.
A intrigante pergunta de Jesus a Filipe
Onde compraremos pão, para estes comerem? 6 (Creio que pelo fato de Filipe ser daquela localidade deveria saber onde era a padaria mais próxima.
Filipe sendo colocado a prova: Duzentos dinheiros de pão não lhes bastarão, para que cada um deles tome um pouco.
Jesus queria deixar bem claro que os discípulos não tinham condições alguma de suprir a fome daquela multidão.
Mateus, Marcos e Lucas dizem que Jesus ordenara dizendo: Dai-lhe vós de comer. Duzentos dinheiro de pão não será suficiente. Acredito que esta quantia é a que eles disponham na bolsa do tesoureiro Judas Iscariotes.
André aparece com a única coisa que acharam no meio da multidão> Um rapaz com cinco pães e dois peixinhos.
Para André o que ele agora tem nas mãos é insuficiente e não vai resolver o problema da multidão:: Mas que é isto para tantos:
Como Jesus já sabia o que havia de fazer, começou a colocar ordem na casa:
João diz que ele mandou assentar os homens em número de quase cinco mil.
Marcos diz que a multidão foi agrupada de cem em cem e de cinquenta em cinquenta.
Lucas diz que foi de cinquenta em cinquenta.
·       Fogo só cai do céu quando o altar está reparado
·       O pão só é multiplicado quando o povo está unido e organizado.
Os pães e os peixes saem das mãos de André e vão para as mãos de Jesus
11 E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos, e os discípulos pelos que estavam assentados; e igualmente também dos peixes, quanto eles queriam.
Todos os quatro evangelhos são unânimes em dizer que todos ficaram saciados.

Para que nada se perca:

12 E, quando estavam saciados, disse aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobejaram, para que nada se perca. 13 Recolheram-nos, pois, e encheram doze alcofas de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobejaram aos que haviam comido. 14 

Primavera – Tempo de Julgamento

Primavera – Tempo de Julgamento
Faze-me lembrar; entremos juntos em juízo; conta tu as tuas razões, para que te possas justificar. Isaías 43.26

E vos levarei ao deserto dos povos; e ali face a face entrarei em juízo convosco; Como entrei em juízo com vossos pais, no deserto da terra do Egito, assim entrarei em juízo convosco, diz o Senhor DEUS.
Ezequiel 20:35,36

A Oração do Rei Ezequias
Naqueles dias Ezequias adoeceu de uma enfermidade mortal; e veio a ele o profeta Isaías, filho de Amós, e lhe disse: Assim diz o SENHOR: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás, e não viverás. Então virou Ezequias o seu rosto para a parede, e orou ao Senhor. E disse: Ah! Senhor, peço-te, lembra-te agora, de que andei diante de ti em verdade, e com coração perfeito, e fiz o que era reto aos teus olhos. E chorou Ezequias muitíssimo. Então veio a palavra do Senhor a Isaías, dizendo: Vai, e dize a Ezequias: Assim diz o Senhor, o Deus de Davi teu pai: Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas; eis que acrescentarei aos teus dias quinze anos. E livrar-te-ei das mãos do rei da Assíria, a ti, e a esta cidade, e defenderei esta cidade. E isto te será da parte do Senhor como sinal de que o Senhor cumprirá esta palavra que falou. Eis que farei retroceder dez graus a sombra lançada pelo sol declinante no relógio de Acaz. Assim retrocedeu o sol os dez graus que já tinha declinado.  Isaías 38:1-8

A Oração de Neemias
5 E disse: Ah! Senhor Deus dos céus, Deus grande e terrível! Que guarda a aliança e a benignidade para com aqueles que o amam e guardam os seus mandamentos; 6 Estejam, pois, atentos os teus ouvidos e os teus olhos abertos, para ouvires a oração do teu servo, que eu hoje faço perante ti, dia e noite, pelos filhos de Israel, teus servos; e faço confissão pelos pecados dos filhos de Israel, que temos cometido contra ti; também eu e a casa de meu pai temos pecado. 7 De todo nos corrompemos contra ti, e não guardamos os mandamentos, nem os estatutos, nem os juízos, que ordenaste a Moisés, teu servo. 8 Lembra-te, pois, da palavra que ordenaste a Moisés, teu servo, dizendo: Vós transgredireis, e eu vos espalharei entre os povos. 9 E vós vos convertereis a mim, e guardareis os meus mandamentos, e os cumprireis; então, ainda que os vossos rejeitados estejam na extremidade do céu, de lá os ajuntarei e os trarei ao lugar que tenho escolhido para ali fazer habitar o meu nome. 10 Eles são teus servos e o teu povo que resgataste com a tua grande força e com a tua forte mão.
11 Ah! Senhor, estejam, pois, atentos os teus ouvidos à oração do teu servo, e à oração dos teus servos que desejam temer o teu nome; e faze prosperar hoje o teu servo, e dá-lhe graça perante este homem. Então era eu copeiro do rei. Neemias 1.5-11

A Oração de Daniel

Agora, pois, ó Deus nosso, ouve a oração do teu servo, e as suas súplicas, e sobre o teu santuário assolado faze resplandecer o teu rosto, por amor do Senhor. Inclina, ó Deus meu, os teus ouvidos, e ouve; abre os teus olhos, e olha para a nossa desolação, e para a cidade que é chamada pelo teu nome, porque não lançamos as nossas súplicas perante a tua face fiados em nossas justiças, mas em tuas muitas misericórdias. Ó Senhor, ouve; ó Senhor, perdoa; ó Senhor, atende-nos e age sem tardar; por amor de ti mesmo, ó Deus meu; porque a tua cidade e o teu povo são chamados  pelo teu nome. Estando eu ainda falando e orando, e confessando o meu pecado, e o pecado do meu povo Israel, e lançando a minha súplica perante a face do Senhor, meu Deus, pelo monte santo do meu Deus, Estando eu, digo, ainda falando na oração, o homem Gabriel, que eu tinha visto na minha visão ao princípio, veio, voando rapidamente, e tocou-me, à hora do sacrifício da tarde. Daniel 9:17-21

Primavera: Tempo de Milagres na Vida de nossos Filhos

Primavera: Tempo de Milagres na Vida de nossos Filhos
Segunda vez foi Jesus a Caná da Galiléia, onde da água fizera vinho. E havia ali um nobre, cujo filho estava enfermo em Cafarnaum. Ouvindo este que Jesus vinha da Judéia para a Galiléia, foi ter com ele, e rogou-lhe que descesse, e curasse o seu filho, porque já estava à morte. Então Jesus lhe disse: Se não virdes sinais e milagres, não crereis. Disse-lhe o nobre: Senhor, desce, antes que meu filho morra. Disse-lhe Jesus: Vai, o teu filho vive. E o homem creu na palavra que Jesus lhe disse, e partiu. E descendo ele logo, saíram-lhe ao encontro os seus servos, e lhe anunciaram, dizendo: O teu filho vive. Perguntou-lhes, pois, a que hora se achara melhor. E disseram-lhe: Ontem às sete horas a febre o deixou. Entendeu, pois, o pai que era aquela hora a mesma em que Jesus lhe disse: O teu filho vive; e creu ele, e toda a sua casa. Jesus fez este segundo milagre, quando ia da Judéia para a Galiléia. João 4: 46-54.
Trajetória de Jesus: Da Judéia para Galiléia
Retorno a Caná da Galiléia: Lugar do Primeiro Milagre.
·       É sempre bom voltar onde ao lugar onde Jesus fez o primeiro milagre na nossa vida.
·       Ou fazer o que Jeremias diz em suas Lamentações: Quero trazer à memória aquilo que me traz esperança. (Recordar)

O Nobre de Cafarnaum
·       Foi informado que Jesus estava em Caná da Galiléia
·       De Cafarnaum a Caná: 27 km
·       Pedido do Nobre a Jesus: Que descesse a Cafarnaum e curasse seu filho que estava moribundo (à morte)
·       A Resposta de Jesus: Se não virdes sinais e milagres, não crereis.
·       Atitude de quem não tem fé: Ver para Crer.
·       Atitude de quem tem fé: Crer para ver
·       A Atitude do Nobre foi a mesma de Naamã e a de tantas outras pessoas.
·       O Nobre não entende a repreensão de Jesus:
·       Disse-lhe o nobre: Senhor, desce, antes que meu filho morra.
·       A crença do Nobre.
·       Jesus precisava descer a Cafarnaum depressa, antes que seu filho morresse.
·       Para o Nobre Jesus não poderia fazer mais nada se o filho dele morresse.
Mateus 8.5-13 Registra a atitude de um centurião que fez o mesmo que o Nobre. Foi procurar Jesus para que curasse o seu servo.
5 E, entrando Jesus em Cafarnaum, chegou junto dele um centurião, rogando-lhe, 6 E dizendo: Senhor, o meu criado jaz em casa, paralítico, e violentamente atormentado. 7 E Jesus lhe disse: Eu irei, e lhe darei saúde. 8 E o centurião, respondendo, disse: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar. 9 Pois também eu sou homem sob autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu criado: Faze isto, e ele o faz. 10 E maravilhou-se Jesus, ouvindo isto, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé. 11 Mas eu vos digo que muitos virão do oriente e do ocidente, e assentar-se-ão à mesa com Abraão, e Isaque, e Jacó, no reino dos céus; 12 E os filhos do reino serão lançados nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes. 13 Então disse Jesus ao centurião: Vai, e como creste te seja feito. E naquela mesma hora o seu criado sarou.  Mateus 8.5-13 

Comparando as atitudes do Nobre e do Centurião
·       O Centurião acreditava que bastava Jesus liberar uma palavra que o seu criado ficaria curado.
·       O Centurião pela sua fé foi recompensado, vide os versículos 10-13 de Mateus 8
·       O Nobre acreditava que Jesus precisava ir a casa dele para curar o seu filho.
·       O Nobre pela sua pouca fé, precisou ser tratado:
·       Disse-lhe Jesus: Vai, o teu filho vive. E o homem creu na palavra que Jesus lhe disse, e partiu.
·       Só que ele não desce correndo para sua casa para saber se o milagre havia acontecido ou não. Ele fica em Caná, fazendo alguma coisa que a Bíblia não relata e somente no dia seguinte foi para casa.
·       O Encontro com os outros servos.
·       O interessante que ele não pergunta aos seus pelo filho, os servos é que dá a ele a informação que o filho dele vivia.
·       Ele pergunta a que horas o filho ficou curado. E foi informado que foi a hora sétima ( 1:00 hora da Tarde) a mesma hora que no dia anterior Jesus liberou uma palavra de cura e o filho do Nobre foi curado

·       O Nobre teria levado mais ou menos 04 horas a pé para chegar em sua casa. Ou de 02 a 03 horas se tivesse sendo transportado por um cavalo ou carruagem. No entanto, por ter acreditado na Palavra de Jesus, ele descansou, cuidou de outras coisas e só depois foi para sua casa.

Primavera – Tempo de Renovação da Mente

Primavera – Tempo de Renovação da Mente
E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Romanos 12.2
( Nada a ver com o se reinventar dos dias atuais)

Comparando a nossa mente como um odre novo
E ninguém deita vinho novo em odres velhos; de outra sorte o vinho novo romperá os odres, e entornar-se-á o vinho, e os odres se estragarão; Mas o vinho novo deve deitar-se em odres novos, e ambos juntamente se conservarão. E ninguém tendo bebido o velho quer logo o novo, porque diz: Melhor é o velho. Lucas 5:37-39

A Nossa mente carnal é uma fortaleza
A fortaleza é uma construção crítica na mente. É uma forma de pensar erigida na tradição que não muda, não cai por si mesma. Se é uma incredulidade, ela teima em ficar ali e não dá lugar para a fé. Se é um pensamento legalista, este teima em resistir à graça e ao novo de Deus. As fortalezas mentais tornam o pensamento humano desobediente a Jesus Cristo. Então todas elas precisam ser derrubadas para darem lugar à construção do reino de Deus.

O que as fortalezas mentais provocam nas pessoas
As fortalezas mentais levam a uma inversão de valores. Considera-se de grande valor os rituais, a liturgia, as regras, os preceitos em detrimento da liberdade do Espírito e da compaixão e do perdão. As fortalezas fazem com que o espírito não tenha liberdade de expressão. Sempre vai ser uma pessoa que não glorifica, que não levanta as mãos, que não se move. Vai ser uma pessoa sem autoridade espiritual, porque na sua mente existe um acampamento inimigo, que o domina com um pensamento contrário ao que Deus pensa, e a pessoa por si mesma não se apercebe disso.

Estratégia de Satanás para resistirmos às coisas de Deus
Tornar a nossa mente  em um campo de batalha.
Infiltrando e construindo dentro da mente um território sob sua autoridade, para que dali de dentro dissemine ideias, divagações, críticas que tomam a mente no momento que a mente deveria estar meditando e absorvendo o conteúdo maravilhoso da palavra de Deus.
Na mente Satanás procura levantar fortalezas, que são argumentos fortes e pretensões audaciosas contra as coisas de Deus, tais como:
Critica ao  pregador e sua forma de pregar,
Impedir que haja o conhecimento de Deus e de suas verdades e princípios.

Estratégia que Deus nos deu para destruirmos estas fortalezas
Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas; Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo; E estando prontos para vingar toda a desobediência, quando for cumprida a vossa obediência. 2 Coríntios 10:4-6

Mas as armas poderosas de Deus podem derrubar todas as edificações do inimigo. Podem destruir todas as formas de investida do inimigo. Essas armas podem dominar todo o campo do pensamento e entregá-lo ao governo de Cristo.
8 Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. Filipenses 4.8
O melhor exercício para a mente é ouvir atentamente a palavra de Deus, pensar, meditar, ler, escrever sobre a verdade, que é a Palavra de Deus. As fortalezas mentais tem que ser combatidas com atividades mentais. A mente não pode ficar vazia, senão é ocupada por uma fortaleza inimiga. Tomar posse racional e consciente da salvação. Ou seja, é preciso saber declarar a sua fé com todos o pontos. Tomar posse da fé é um exercício mental de declaração. Fazer uso da oração e do jejum direcionados como armas específicas para esse grande campo de batalha – que é a mente.

Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido. Romanos 10:8-11